Buscar por:  


Pesquisa da ABIMAQ revela que as dificuldades no acesso do capital de giro prevalecem



“Essa é a terceira edição da sondagem ‘Impacto da pandemia da Covid-19’, realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) na semana do dia 19 de junho a 30 de junho, junto aos seus associados. Desta vez procuramos reunir informações sobre status da carteira de pedidos, atividade produtiva, faturamento e exportação da indústria brasileira de máquinas e equipamentos e também relacionadas às fontes de recursos utilizadas para fazer frente à crise”, explica José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ. 

Com relação ao impacto da pandemia na atividade produtiva, a pesquisa revelou que apenas 25,5% das empresas estão com atividades paralisadas. Entre os motivos estão: interrupção por iniciativa própria (15,7%) e suspensão das atividades por força da lei (9,8%).

Entre as empresas que estão operando, a maioria informou estar atuando com estrutura produtiva reduzida (30,4%). A maioria, 44,1% das fabricantes disseram estarem trabalhando normalmente. “Observa-se que parte importante das empresas com atividades paralisadas na primeira sondagem já teve sua atividade normalizada”, ressalta Velloso. 

Nos próximos 60 dias, se mantido o atual cenário, 64,1% das empresas manterão suas atividades e 26,2% aumentarão. “Isso significa que 90,3 % das empresas pretendem estar em atividade nos meses de julho e agosto”, destaca presidente executivo da ABIMAQ. 

Segundo a sondagem, a falta de carteira de pedidos e ou sua redução prejudicou a atividade das empresas de máquinas e equipamentos. Mas os impactos no encolhimento da atividade vieram também do desabastecimento de insumos e componentes utilizados no processo produtivo. “É necessário ficar atendo a esses desequilíbrios de mercado, o setor de máquinas e equipamentos está presente nas cadeias mais essenciais do país. Na cadeia de alimentos, por exemplo, o setor oferece as mais altas tecnologias de irrigação, plantio, colheita, armazenamento de grãos, processamento e embalagem de alimentos e bebidas. É preciso, portanto, garantir que todos os elos estejam rígidos para que o país não sofra com qualquer tipo de desabastecimento”, alerta Velloso. 

FATURAMENTO

Sobre o faturamento, a pesquisa identificou que apenas 22,3% das empresas fabricantes de máquinas e equipamentos registraram queda seu faturamento durante do mês de junho. Em relação ao mês de maio de 2020 a perspectiva de novo crescimento, desta vez de 4,6%. Em relação ao faturamento realizado em 2019, portanto anterior à pandemia da covid-19, a expectativa de redução de 13%. 

Para os próximos meses (julho, agosto e setembro), o número de empresas que espera recuperação do faturamento é grande (90%), mas a níveis inferiores aos observados em 2019. Na comparação com o mês anterior, em média a expectativa é que em julho o crescimento seja de 4,5%, agosto deve registrar pequena contração (-0,7%) e setembro crescimento de 6,2%. “Este cenário vem refletindo em adiamento e cancelamento de projetos de investimento o que impactará no faturamento das empresas de máquinas e equipamentos ao longo deste ano”, relata Velloso. 

MÃO DE OBRA 

Perguntado para as empresas sobre as estratégias a ser adotada a fim de conservar o emprego durante o mês de julho, a maioria informou ter disposição em manter a atividade normalmente (73,9%). Já 10,4% disseram pretender reduzir de jornada,6,6% conceder férias e 3,3% utilizar banco de horas. Apenas 1,3% das indústrias informaram terem a intenção de demitir durante o mês de julho e 0,6% adotar lay-off. “É preciso atenção a este tema porque o quadro de contaminação tem se alterado rapidamente e forçado regiões e setores a revisarem emergencialmente suas estratégias de atuação”. 

Para o presidente executivo da ABIMAQ, esta é uma crise sem precedentes, que vem atacando a economia em muitas frentes, mas o emprego e a renda precisam ser preservados. “É necessário apoio financeiro mais intenso às indústrias nacionais para que elas possam preservar sua mão de obra e ficarem preparadas para voltar aos negócios o mais rápido possível quando a crise acabar”, afirma presidente executivo da ABIMAQ”. 

CAPITAL DE GIRO

Entre as empresas fabricantes de máquinas e equipamentos, 57,7% disseram que precisam de recursos do sistema financeiro para cumprir suas obrigações com fornecedores, governo, salários e bancos. Mas, apenas 23% fizeram uso de capital de giro adquirido neste mercado durante o mês de junho. 

Entre as indústrias que procuraram e não conseguiram o acesso ao crédito, os motivos alegados foram: linhas de financiamentos estavam com taxas de juros elevadas (27,6%), excesso de exigência de garantias (22,4%), excesso de burocracia (20,7%) e período de carência curto (3,4%). 

Segundo presidente executivo da ABIMAQ, o capital de giro, até o momento, continua como a maior deficiência das indústrias. “A liquidez que foi oferecida pelo Tesouro ao sistema financeiro ainda está empoçada, o pouco recurso que fluiu ao setor produtivo vem a taxas que a indústria tem poucas condições de assumir”.

CARTEIRA DE PEDIDOS

A prévia do mês de junho indica crescimento na carteira de pedidos da indústria de máquinas e equipamentos de 3,2% contra queda de 5,7% registrada em maio. A carteira de pedidos prevista para o mês de junho será suficiente para suprir a atividade por 9,5 semanas, ou pouco mais de dois meses. Para 17,6% das empresas houve adiamento dos projetos unilateralmente por parte do cliente, que resultou numa redução de 12% da carteira destas empresas. Para 11,4% houve cancelamento de pedidos, neste caso o corte foi de 5,1% da carteira.

“Nosso setor atende às diversas atividades da economia, com isso os impactos da pandemia vêm ocorrendo de forma bastante irregular. Os segmentos que atendem à indústria de bens de consumo não durável, que são as máquinas para alimentos, para embalagens e plásticos estão com bom desempenho, mas os que atuam com a indústria de transformações e especificamente com a indústria automobilística que encolheu ao redor de 80% tem enfrentado uma desaceleração importante. Este quadro exige um olhar atento para todas as direções para que nenhuma atividade fique desassistida”, completa Velloso.



Índice


Envie para um amigo.
Número: 245
Julho/2020

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

Visando mitigar os efeitos da pandemia, empresas ligadas à ABIMAQ continuam com ações voltadas ao combate da propagação do vírus. Leia mais...

A live com vice-presidente da República contou com a participação média de 420 pessoas. O futuro da indústria, do emprego e a transformação digital da economia devido à Covid-19 foram alguns dos assuntos abordados. Leia mais...

Reunião teve como objetivo externar a preocupação dos setores envolvidos na Coalizão com a retomada da economia. Leia mais...

Para José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ, Idarilho Nascimento, presidente do Conselho de Óleo e Gás da ABIMAQ, e Alberto Machado. Leia mais...

Com a participação de João Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ, José Velloso, presidente executivo e Cristina Zanella. Leia mais...

Wilson Vaz de Araújo expôs as principais mudanças do Plano Safra 2020/21 e seu impacto nas políticas de investimento e desenvolvimento dos segmentos industriais ligados ao setor agrícola. Leia mais...

Reformas tributária, administrativa, previdenciária, a importância da indústria de máquinas e equipamentos para a retomada da economia, o papel do legislativo para superação da crise gerada pela Covid-19. Leia mais...

Com o principal objetivo da solicitação do não veto ao artigo 33 do Projeto de Lei de Conversão 15/2020, a ABIMAQ enviou correspondência à Presidência da República. Leia mais...

Com essas palavras, o professor Delfim Netto, ex-ministro da Agricultura, Fazenda e Planejamento, respondeu as primeiras questões e deu início ao webinar. Leia mais...

“Essa é a terceira edição da sondagem ‘Impacto da pandemia da Covid-19’, realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) na semana do dia 19 de junho a 30 de junho. Leia mais...

A ABIMAQ, em parceria com a empresa mhconsult, empresa especializada em desenvolvimento organizacional e treinamentos corporativos, realizou, no dia 09 de junho, uma webinar. Leia mais...

Encontro contou com participação de representantes de empresa especializada em consultoria de gestão. Leia mais...

Cenário e perspectivas do aço e metalurgia, fundo de capital para apoio a projetos de mineração no Brasil e agregação de valor nos produtos do segmento de mineração foram alguns dos assuntos debatidos. Leia mais...

Novidade foi apresentada durante reunião online promovida por diretores da associação. Leia mais...

Sistema visa facilitar e acelerar os pleitos de alteração tarifária. Leia mais...

Governo brasileiro dá novas sinalizações. Leia mais...

O Projeto Plástico Brasil No Ar é uma iniciativa da feira Plástico Brasil e visa reforçar o propósito da feira de contribuir com o fomento do mercado do plástico e aproximar os grandes nomes do segmento. Leia mais...

O departamento de Financiamentos da ABIMAQ realizou, no dia 19 de junho, um evento online juntamente com a ABIMAQ Norte Nordeste para oferecer aos associados oportunidades de financiamentos nas regiões Norte e Nordeste. Leia mais...

Quatro instituições se uniram à ABIMAQ PR para apresentarem soluções de financiamentos aos associados da entidade. Leia mais...

Neste árduo momento do cenário atual com a chegada do novo coronavírus (Covid-19) no país, foram diversos os impactos causados que vão além da saúde pública, mas que afetam também o desenvolvimento socioeconômico. Leia mais...

Entidade considera custos e juros do programa elevados, mas continua trabalhando em melhorias. Leia mais...

A ABIMAQ em parceria com Juliano Kimura, que é palestrante, Creative Thinker, Transformador Digital e consultor de inovação digital e redes sociais, realizou, no dia 24 de junho, o segundo webinar de marketing digital. Leia mais...

No dia 17 de junho foi publicada no Diário Oficial da União a Portaria nº 245, que prorroga o prazo para o recolhimento de tributos federais, na situação que especifica em decorrência da pandemia relacionada ao coronavírus. Leia mais...

O recuo menos agressivo das receitas domésticas e externas, permitiram uma queda mais amena da receita do mês de maio. Leia mais...

Nos anos 20 e 30 do século passado importamos conhecimentos pseudo “científicos” a respeito dos fatores que condicionariam o nosso desenvolvimento econômico. Leia mais...

Apoio institucional