Buscar por:  


BNDES inicia credenciamento de máquinas, equipamentos e sistemas 4.0


Máquinas, equipamentos e sistemas de manufatura avançada ouque incorporem Internet das coisas (IoT) são algumas das soluções elegíveis aserem financiadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)na Linha BNDES Finame Máquinas 4.0, que visa incentivar o aumento decompetitividade da indústria.


Nessa linha, as condições financeiras são mais favoráveis,já que o custo financeiro do BNDES é de TLP (Taxa Fixa BNDES ou Taxa Selic)mais 1,05% ao ano, o menor custo nos produtos e programas oferecidos peloBNDES.


Para que a aquisição seja financiada pelo BNDES, énecessário o credenciamento do bem ou sistema no Credenciamento de FornecedoresInformatizados (CFI).


Como credenciar


“O processo de credenciamento é igual ao dos demaisprodutos. O fabricante pede o credenciamento pelo sistema. Existe uma rotinapronta no portal. A diferença está em que, para serem elegíveis para essalinha, as máquinas, equipamentos e sistemas devem apresentar as tecnologiascaracterísticas da manufatura avançada ou os atributos que habilitem a inserçãoem um ambiente de internet das coisas”, observou Matheus Chaguri, gerente doDepartamento de Credenciamento do BNDES.


“Por manufatura avançada entendemos robótica, manufaturaaditiva, manufatura híbrida e transporte autônomo”, explicou Matheus.


Ele que acrescentou que a internet das coisas, por seuturno, compreende bens que estejam integrados a dispositivos para conectividadee sensorização, que se utilizem de aplicativos capazes de gerar e analisardados em tempo real, prestando auxílio decisório ou controlando diretamente aoperação. “Nesse rol estão produtos que incorporam soluções com inteligênciaartificial, análise de dados ou sistemas de gestão integrados que podem estarna nuvem, bem como sistemas de manutenção preditiva ou com realidade ampliada,para ficar com os principais exemplos”.


“O reenquadramento de produtos já credenciados também é umaopção viável. Neste caso, é preciso que o fabricante solicite o reenquadramento,indicando o desejo de que seus produtos ou sistemas sejam incluídos na listadaqueles que possuem características 4.0. Todos os pedidos de credenciamento ereenquadramento serão analisados e aprovados pelos técnicos do BNDES para suavalidação” notou Matheus.


Novo padrão produtivo


Em vigor desde o dia 17 de junho, a linha BNDES FinameMáquinas 4.0 foi criada como parte de uma iniciativa do BNDES para promover aadoção pela indústria brasileira do novo padrão produtivo, que inclui mudançaspropostas em conceitos como Indústria 4.0 e manufatura avançada.


Com o incentivo a adoção de soluções tecnológicas que seenquadrem nesses conceitos, o BNDES busca promover o aumento da competitividadeda indústria brasileira.


Primeiro por meio da modernização da estrutura produtiva aoincorporar novos equipamentos e formas de produzir. Isso pode refletir-se nadigitalização e no preparo ou implantação de manufatura avançada e implicar emganhos de produtividade e competitividade.


Outra característica é o foco nos setores que vão sebeneficiar com a incorporação de novos equipamentos, nesse caso a indústria, aagropecuária, a logística, o comércio e serviços, a saúde e o setor público.Outro desdobramento desejado é promover os fabricantes de máquinas 4.0credenciados no CFI por meio da nova linha.


Principais pontos do credenciamento


- 1. O fabricante deverá apresentar as características “4.0”do produto no material de caracterização do bem, na ocasião de seucredenciamento.


- 2. Haverá possibilidade de solicitação de“reenquadramento” para produtos já credenciados, encaminhando carta queressalte as características “4.0” do produto.


- 3. O BNDES avaliará a caracterização tendo como parâmetrosas definições mencionadas, assim como as características observadas no bemcredenciado.


O  BNDES é o principalpatrocinador do Demonstrador de Manufatura Avançada.


MAIS INFORMAÇÕES


Site:https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/servicos-online/credenciamento-de-equipamentos




Índice


Envie para um amigo.
Número: 234
Julho/2019

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

Reformas estruturantes, redução dos encargos do Custo Brasil e a volta dos investimentos foram algumas das medidas prioritárias elencadas nos discursos dos parlamentares durante cerimônia de posse. Leia mais...

Evento, promovido pela Câmara Setorial de Máquinas Rodoviárias, contou com a presença de representantes do Ministérios da Economia e Infraestrutura, Fundação Dom Cabral, Roland Berger. Leia mais...

Na ocasião, foi anunciada a liberação de R$ 225,59 bilhões em financiamentos por meio do Plano Agrícola e Pecuário para os pequenos, médios e grandes produtores. Leia mais...

Com a realização de vários encontros, entre eles com o deputado Vítor Lippi e outros deputados da FPMAQ, representantes da ABIMAQ ressaltaram que a aprovação da emenda 108 da reforma da Previdência. Leia mais...

Explanações foram realizadas pelo superintendente de Planejamento Integrado da Sabesp e pelo CEO da Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A (EMAE). Leia mais...

A Câmara Setorial de Máquinas e Equipamentos Para Panificação e Food Service (CSMPAN) promoveu sua reunião mensal na Fispal Food Service, no Expo Center Norte, no dia 12 de junho. Leia mais...

“Soluções de Financiamentos para Máquinas e Equipamentos, Comércio Exterior e BNDES”. Leia mais...

José Carlos Magazoni, vice-presidente da CSMEG, esteve presente, no dia 13 de junho, em São Paulo, na reunião plenária do comitê da Cadeia Produtiva do Papel. Leia mais...

O objetivo do Termo de Ajustamento de Conduta é converter possíveis multas incorridas pelas empresas de petróleo pelo não atendimento às cláusulas de Conteúdo Local . Leia mais...

As apresentações feitas pelas empresas Birmind, Peopleware IT, TOTVS, Advantech, ICR - Software de Negócios e Delsoft Sistemas ressaltaram as transformações digitais ocasionadas pela Indústria 4.0. Leia mais...

Na reunião, também foi comentado sobre congresso na área têxtil, a ser realizado em setembro. Leia mais...

A abertura do evento contou com a presença de José Velloso, presidente executivo, e Valdevir A. Mangili e Fernando Dias Gomes, respectivamente, das câmaras CSHPA e CSMIAFRI. Leia mais...

Maior visibilidade, redução de custos e localização privilegiada são um dos atrativos do estande coletivo. Leia mais...

Máquinas, equipamentos e sistemas de manufatura avançada ou que incorporem Internet das coisas (IoT) são algumas das soluções elegíveis a serem financiadas. Leia mais...

Soluções foram criadas para o desenvolvimento de tecnologias do conceito 4.0 de produção e garantem integração do processo produtivo e serviços e ativos intangíveis. Leia mais...

O objetivo do evento foi apresentar linhas de crédito para capital de giro, custeio, investimentos e aquisição de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas. Leia mais...

Instituídas pela portaria Secex nº 8, de 2019, novas diretrizes foram submetidas a consulta pública até o fim de maio. Leia mais...

A ABIMAQ reconhece a importância da conclusão do Acordo de Livre Comércio (ALC) com a União Europeia para as economias do Mercosul. Leia mais...

Solução de Consulta da COSIT, de dezembro de 2018, previa incidência do imposto de 0,38% quando receitas de exportação fossem mantidas no exterior. Leia mais...

Sobre o mesmo mês em 2018 o aumento foi de 15,1%. Estes resultados elevam a taxa de crescimento acumulada no ano para 7,5%. Leia mais...

A estrutura produtiva de alguns países da economia mundial em 2010. No eixo X temos a complexidade econômica medida a partir dos dados do Atlas da Complexidade Econômica . Leia mais...

Apoio institucional