Você está no portal ABIMAQ
Quero me associar

Blog

Voltar
Falta de equipamentos e maquinários no mercado


30/08/2021 Falta de equipamentos e maquinários no mercado

O Alto Taquari - 27/08/2021
Sem previsão para normalização, produtores se organizam e antecipam compras

Os dias de fechamento, com linhas de produção paradas por um longo período, aliados com a falta de peças e componentes para a indústria de máquinas e implementos agrícolas têm provocado atrasos nas entregas e aumento nos preços de equipamentos. A situação vem sendo comentada e sentida por muitos produtores neste início de plantio e preparação da lavoura.

Na região, produtores, revendas e representantes comerciais autorizados enfrentam atrasos. Em alguns casos, implementos mais específicos demoram mais de 90 dias para serem entregues. Dependendo das características e empresa fabricante o prazo pode ser estendido para mais 100 dias é o que explica o supervisor de vendas da Trator Peças Mário, natural de Arroio do Meio, Fernando Luiz Hammes.

Segundo ele, o atual cenário mostra uma normalização nos prazos de entrega. Há dois meses, a garantia de entrega de equipamentos era de até 180 dias, agora está em 90 dias, aliados ainda com uma queda na demanda num período pré-colheita das lavouras. “Mas o cenário ainda é incerto”, alerta.

Neste período houve também um aumento no preço de implementos, justificada principalmente pela valorização do aço e alta procura.

De acordo com Hammes, desde janeiro a indústria de implementos tem apresentado seguidos aumentos. Em determinados períodos, os ajustes ocorriam a cada 30 dias com uma variação superior a 6% a 7% o que dificultava o trabalho de vendas ao produtor. “De agosto pra cá, tivemos de conviver com a alta nos preços, justificada pelos aumentos no aço e pela prioridade das siderúrgicas pelo o mercado externo, o que prejudicou a demanda interna. Algumas plantadeiras, por exemplo, compradas em novembro de 2020, estão sendo entregues em agosto deste ano”, relata.

Hammes também explica como a pandemia tem ainda contribuindo para a retração no mercado. “A agricultura, ao contrário, de outros setores não parou. Tivemos uma safra histórica, onde produtores tiveram lucratividade. Em contrapartida, muitas empresas e industrias ficaram de 30 a 60 dias com as portas fechadas ou com redução no quadro de funcionários ou até demissões. Toda a demanda por implementos ficou reprimida e hoje estamos convivendo com estes atrasos e alta no preço, sem uma previsão de normalizar”.

Hoje a recomendação é para que os agricultores antecipem as compras, garantindo preços reduzidos e entrega. “Equipamentos a pronta entrega são poucos. Por isso não deixe de comprar na última hora”, diz Hammes.

RECUPERAÇÃO

Em nível nacional, números da Associação Brasileira de Indústria de Máquinas e Implementos (ABIMAQ) apontam para uma recuperação do setor em relação ao ano passado e um cenário mais otimista para 2022. Para Hammes, o cenário otimista de 2022 depende ainda das condições climáticas, das safras e da disponibilidade de recursos financeiros das instituições bancárias, já que mais de 80% das vendas de maquinários ou implementos ocorrem através de financiamentos.

Outra mudança, já prevista, é quanto a indefinição nos preços e na fabricação de tratores. “Hoje as montadoras não dão prazos de entrega. Os valores são repassados somente ao término da fabricação e se o maquinário estiver disponível. O produtor também terá que conviver com seguidos reajustes. Nos últimos sete meses, os maquinários elevaram mais de 40% no valor final”.

Hammes atua no mercado há mais de 11 anos. Destaca que a empresa já está organizada para o período de safra. O estoque já está sendo preparado com carretões para forrageiras com capacidade de 5 a 12 toneladas e ensiladeiras, pois em janeiro haverá uma maior necessidade pelos equipamentos.

Mesmo em períodos de oscilações de mercado, restrições e fechamentos da indústria, Hammes destaca que a Trator Peças Mário superou, em agosto de 2020, todas as metas de vendas e superou os números do ano anterior. A empresa referência em vendas de implementos e maquinários CASE IH conta com filiais em Caxias do Sul e Capivari do Sul e em âmbito nacional está entre as 10 maiores concessionárias e representantes comerciais no quesito venda de tratores.

A empresa, que completa 40 anos em 2022, atua em mais de 170 cidades que englobam o Vale do Taquari, Vale do Caí, Vale do Rio Pardo, Litoral, Serra Gaúcha e Região Metropolitana de Porto Alegre.

Compartilhe:



Avenida Jabaquara, 2925
Entrada Social: Rua Bento de Lemos, s/n
CEP: 04045-902 - São Paulo/SP
Tel: (11) 5582-6311
Novidades
Receba novidades sobre a ABIMAQ em seu e-mail

Belo Horizonte - Minas Gerais

Endereço: Av. Getúlio Vargas, 446
Telefone: (31) 3281-9518

Curitiba - Paraná

Endereço: Av. Com. Franco, 1341
Telefone: (41) 3223-4826
Celular: (41) 99133-6247

Recife - Pernambuco

Endereço: R. Gen. Joaquim Inácio, 830
Telefone: (81) 3221-4921

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro

Endereço: R. Santa Luzia, 735
Telefone: (21) 2262-5566

Porto Alegre - Rio Grande do Sul

Endereço: Av. Assis Brasil, 8787
Telefone: (51) 3364-5643

Joinville - Santa Catarina

Endereço: R. Dona Francisca, 8300
Telefone: (47) 3427-5930

Piracicaba - São Paulo

Endereço: Av. Independência, 350
Telefone: (19) 3432-2517

Ribeirão Preto - São Paulo

Endereço: Av. Pres. Vargas, 2001
Telefone: (16) 3941-4113

São José dos Campos - São Paulo

Endereço: Rod. Pres. Dutra, S/N - Km 138
Telefone: (12) 3939-5733

São Paulo - São Paulo

Endereço: Avenida Jabaquara, 2925
Telefone: (11) 5582-6311
ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.
©2021 - Todos os direitos reservados.