quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Imprimir

Informaq
ABIMAQ participa de lançamento do Projeto ‘Green Imperative’ na Nigéria

No dia 17 de janeiro, ocorreu a cerimônia de lançamento do Projeto ‘Green Imperative’ na cidade de Abuja, capital da Nigéria

A cerimônia contou com a participação de autoridades do alto escalão do governo nigeriano, como o vice-presidente Nigeriano, Yemi Osinbajo, o ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Audu I. Ogbeh, a ministra da Fazenda da Nigéria, Zainab Shamsuna Ahmed, assim como governadores das províncias. Estavam presentes ainda, membros da sociedade civil daquele país composta por organizações de pequenos produtores rurais, por investidores interessados em atuar nos centros de serviços agrícolas, por representantes de bancos locais e empresários nigerianos (revendedores) do setor de máquinas e equipamentos.

Pelo lado brasileiro, o nosso governo foi representado pelo Embaixador em Abuja, Ricardo Guerra de Araújo. A cerimônia ainda contou com a presença de representante da ABIMAQ, das empresas brasileiras do setor de máquinas e implementos agrícolas e de representantes da FGV-Projetos. 

O Projeto ‘Green Imperative’ - uma inciativa do governo nigeriano em parceria com a administração brasileira - tem por objetivo desenvolver o setor agroindustrial nigeriano de maneira sustentável por meio do desenvolvimento de um plano de negócios integrado que abranja: treinamento de mão de obra, racionalidade financeira e aumento da produtividade por meio da mecanização do campo.

Com duração prevista de 10 anos e um orçamento de US$ 1 bilhão, o “Green Imperative” foi estruturado pela FGV-Projetos e contará nessa primeira fase com Deutsche Bank e garantias do Banco Islâmico. 

Para a primeira etapa do projeto, prevista para o primeiro trimestre, serão alocados 170 milhões de euros para a adequação das estruturas de treinamento, construção dos centros de serviços agropecuários e compra de tratores e implementos agrícolas. A operação encontra-se apenas no aguardo da finalização dos trâmites internos do Banco Islâmico. A segunda etapa do projeto prevê o financiamento pelo BNDES, com garantia da ABGF, de US$ 380 milhões em equipamentos e implementos agropecuários brasileiros.

O Projeto encontra-se estruturado ao redor do conceito de Centros de Serviços Agrícolas (CSA). Estas unidades de negócios em número de 780 serão as responsáveis por atuar como polos catalizadores da produção agrícola nigeriana. Serão os CSAs que receberão treinamento gerencial e operacional voltado para o agrobusiness, que comprarão os equipamentos necessários para o plantio, cultivo, colheita, transporte e processamento da produção agrícola dos pequenos produtores nigerianos. Eles também terão o papel de fornecer serviços ao pequeno produtor e deste modo viabilizar a mecanização de pequenas propriedades rurais. 

As regras para concessão destes CSAs ainda não foram publicadas pelo governo nigeriano, mas é seguro afirmar que estas unidades serão distribuídas entre todas as províncias da Nigéria de acordo aos objetivos de desenvolvimento do governo federal. A expectativa é que o Projeto se inicie com 30 centros em sua primeira etapa e que a expansão ganhe velocidade à medida da sua implementação.

O ‘Green Imperative’ representa uma evolução qualitativa importante no modelo de cooperação internacional brasileira. O Projeto traz uma dose salutar de planejamento financeiro para a operação com o objetivo de criar uma demanda duradoura por bens industriais brasileiros por meio do desenvolvimento de longo prazo de um novo mercado agrícola.

Fonte:
© Copyright 2020 Abimaq. Todos os direitos reservados.