quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Imprimir

Informaq
ABIMAQ participa da posse de Joaquim Levy na presidência do BNDES

Participaram da cerimônia, além de Diogo Oliveira e Joaquim Levy, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, o secretário de Fazenda do Rio, Cesar Augusto Barbiero e o chefe do Ministério Público do estado, Eduardo Lima Neto

“O objetivo é dar ainda mais transparência às operações do banco, tanto em relação ao passado quanto ao futuro, porque, é o que vai permitir construir um banco que contribua com um Brasil forte, limpo, justo e competitivo”, foi uma frase presente no discurso de posse do novo presidente do BNDES, Joaquim Levy, no dia 8 de janeiro, na sede do BNDES, no Rio de Janeiro.

Maria Cristina Zanella, gerente do Departamento de Competitividade, Economia e Estatística, presente ao evento, informou que a intenção exposta por Levy é antes de tudo dar continuidade ao processo de convergência das taxas de captação em relação às taxas de mercado e de repensar o excesso de dependência de recursos do Tesouro Nacional, um indicativo de que as taxas de juros praticadas pelo Banco devam permanecer pouco atrativas.

Um ponto importante destacado por Zanella, foi que o novo presidente tenha ressaltado o fato que o BNDES continuará presente no processo de transformação do Brasil, e com foco cada vez maior nas empresas pequenas e médias, com a intenção de fortalecê-las, garantindo condições de crescer, criar empregos, desenvolver e incorporar novas tecnologias.

“Na área de infraestrutura – explicou Zanella – ele disse que o desafio do banco será ter um fluxo de projetos sólido e eficiente e, para isso, que atuará junto com outras áreas do Governo, com o PPI - Programa de Parceria de Investimentos, com o ministério da infraestrutura, com outros parceiros, com a agências reguladoras para auxiliar no desenvolvimento deste fluxo de projetos, além desenvolver a modelagem e promover o financiando, não só com o próprio funding, mas junto com a inciativa privada”.

Ao final do seu discurso, Joaquim Levy procurou transmitir uma mensagem de otimismo com relação à recuperação da economia. E reforçou que o BNDES estará preparado para apoiar o país nesta retomada com instrumentos capazes de responder ao desafio, conclui Zanella.

Fonte:
© Copyright 2020 Abimaq. Todos os direitos reservados.