quinta-feira, 11 de julho de 2019

Imprimir

Informaq
Novas linhas de financiamentos são apresentadas em reunião na ABIMAQ

Soluções foram criadas para o desenvolvimento de tecnologias do conceito 4.0 de produção e garantem integração do processo produtivo e serviços e ativos intangíveis

Duas novas linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES foram apresentadas durante reunião do Conselho de Financiamento da ABIMAQ, que aconteceu no dia 14 de junho na sede da associação. O encontro foi realizado em conjunto com o Grupo de Trabalho de Manufatura Avançada – GT-MAV, também da entidade.

Marcus Vinicius Macedo e Gabriel Aidar, ambos da área de Operações e Canais Digitais e também Matheus Chaguri, gerente do Departamento de Credenciamento do banco de fomento foram responsáveis por explicar a novidade.

Na abertura o Gabriel Aidar, apresentou a nova linha BNDES Finame para Máquinas 4.0 para apoio à aquisição de máquinas e equipamentos credenciados no CFI com marcação especial “4.0”

É o Finame com uma condição preferencial para a empresa que se qualifica nessa categoria. “Cadastrando as maquinas com tecnologias 4.0 se consegue uma taxa menor de financiamento para fazer a venda, com TLP + 1,05% + spread do agente financeiro”

O outro serviço apresentado foi o BNDES Crédito Serviços 4.0, para aquisição e embarque das soluções que não necessariamente envolvem hardware, e tudo que for faturado como serviço por meio dele é financiado com esta condição especial.

- Beneficiários: PJ de direito privado e setor público (Estados, municípios e concessionários) + PF Rural.

- Forma de apoio / operacionalização: indireta automática / BNDES Online.

- Participação: 100% com possiblidade de 20% de giro associado.

- Taxa de juros: TLP + 0,9% + spread AF.

- Prazo / carência: até 120 meses / 3 a 24 meses.

- Limite por operação: até R$ 5 milhões.

De acordo com Aidar, o BNDES aprendeu com a indústria, agricultura, saúde, serviços, logística, comércio e está tentando internalizar o banco nesse novo padrão produtivo da indústria 4.0 e também quer preparar a estrutura produtiva para a indústria 4.0. “Queremos estimular um ecossistema de 4.0 no país, assim como os grandes fabricantes, integradoras, startups e institutos de tecnologia que oferecem hoje esses pacotes de serviços tecnológicos.

Fonte:
© Copyright 2020 Abimaq. Todos os direitos reservados.